Coronavírus

Fique em casa.

Informações sobre o COVID-19

O que é coronavírus?

Coronavírus (CID10) é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Por que o nome é coronavírus?

Porque essa família de vírus tem a característica de se parecer com uma coroa.

Período de incubação do coronavírus

Período de incubação é o tempo que leva para os primeiros sintomas aparecerem desde a infecção por coronavírus, que pode ser de 2 a 14 dias.

Período de transmissibilidade do coronavírus

De uma forma geral, a transmissão viral ocorre apenas enquanto persistirem os sintomas É possível a transmissão viral após a resolução dos sintomas, mas a duração do período de transmissibilidade é desconhecido para o coronavírus. Durante o período de incubação e casos assintomáticos não são contagiosos.

Fonte de infecção do coronavírus

A maioria dos coronavírus geralmente infectam apenas uma espécie animal ou pelo menos um pequeno número de espécies proximamente relacionadas. Porém, alguns coronavírus, como o SARS-CoV, podem infectar pessoas e animais. O reservatório animal para o coronavírus (COVID-19) ainda é desconhecido.

Assista ao vídeo sobre o coronavírus

Como é feito o tratamento do coronavírus?

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. No caso do coronavírus é indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo:

  • Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).
  • Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse.

Assim que os primeiros sintomas surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.

Todos os pacientes que receberem alta durante os primeiros 07 dias do início do quadro (qualquer sintoma independente de febre), devem ser alertados para a possibilidade de piora tardia do quadro clínico e sinais de alerta de complicações como: aparecimento de febre (podendo haver casos iniciais sem febre), elevação ou reaparecimento de febre ou sinais respiratórios, taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), dor pleurítica (dor no peito), fadiga (cansaço) e dispnéia (falta de ar).

Se você viajou para a China nos últimos 14 dias e ficou doente com febre, tosse ou dificuldade de respirar, deve procurar atendimento médico imediatamente e informar detalhadamente o histórico de viagem recente e seus sintomas.

Quais são os sintomas do coronavírus?

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença.

Os principais são sintomas conhecidos até o momento são:

  • Febre.
  • Tosse.
  • Dificuldade para respirar.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Vacine-se contra a gripe.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Qual a diferença entre gripe e coronavírus?

No início da doença, não existe diferença quanto aos sinais e sintomas de uma infecção pelo coronavírus em comparação com os demais vírus.

Por isso, é importante ficar atento às áreas de transmissão local. Neste momento, apenas pessoas  com histórico de viagem para a China nos últimos 14 dias e que apresentem febre e sintomas respiratórios podem ser considerados suspeitos.

Fonte: http://portalarquivos.saude.gov.br/campanhas/coronavirus/

Neste momento, muitas notícias estão se espalhando e muitos fakes news, por isso juntamos todos esses materiais para que nossos condôminos tenham informações de fontes confiáveis.

Além de se informar, pode imprimir e colocar em murais ou nos elevadores do seu condomínio.

iNFORMAÇÕES SOBRE O CORONAVÍRUS - GRUPO RIEMA

Cartazes – Informações para o condomínio

Previna-se de Coronavírus no seu Condomínio

Vacine-se! A vacinação em farmácias privadas começa, hoje, 14/04/2020
Coloque tubos de álcool em gel nas áreas de comum acesso;
Verifique se as superfícies e objetos que são tocados com frequência estão sendo desinfetados (maçanetas, botões de elevador, corrimãos, etc…);
Verifique a limpeza dos brinquedos e equipamentos coletivos das áreas, como: playground, brinquedoteca, academia, etc…
Oriente a equipe sobre o procedimento de cobrirem a boca e nariz ao tossir ou espirrar com a parte interna do cotovelo e utilizarem lenço de papel;
Oriente a equipe de sempre higienizar as mãos com álcool gel 70% ou água e sabão por pelo menos 20 segundos;
Evite e oriente outros colaboradores a não circularem pelos corredores e áreas de comum acesso caso estejam doentes;
Solicite aos colaboradores avisarem, caso possuam parentes doentes, para que se possa tomar medidas de prevenção.

Vídeos recomendados

Pediatra Ana Escobar ensina a fazer máscara caseira

O Corona vírus está em curva ascendente no Brasil, portanto foram necessárias algumas mudanças para todos nós, a fim de conter a transmissão do Covid-19.

Cada condomínio tem estruturas, recursos e características diferentes, por isso sugerimos que o síndico crie um comitê de emergência entre os moradores e juntos encontrem soluções para o bom andamento dos serviços essenciais de seu condomínio, contando com o apoio de nossos profissionais que estão à disposição para dar suporte e orientações sobre as questões que forem trazidas.

Atendimento ao Condomínio

Os Gerentes dos condomínios atenderão em home office e o contato será feito pelo telefone, celular, e-mail e whatsapp.

MALOTE VIRTUAL – Envio de documentos e pagamentos de contas

O envio de todos os documentos (folhas, cartão de pontos e atestados médico, etc..) e contas para pagamentos (boletos, notas fiscais, etc…) deverão ser enviados pelo e-mail contasapagar@gruporiema.com ou pelo whatsapp (11) 98579-0180, não haverá malote físico até que a situação se normalize.

Antecipação do envio de boletos dos condomínios

Para mantermos os pagamentos relativos ao seu condomínio, nas datas corretas, já disponibilizamos para pagamento os boletos das taxas condominiais dos meses de abril e maio/2020 e podem ser acessados para pagamento, através dos canais abaixo:

Portal do Condomínio

 Whatsapp – 11 2131-3584

Aplicativo Grupo Riema

Horário de atendimento Grupo Riema:

A partir de 23/03 estaremos em trabalho remoto e nosso atendimento será de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Os contatos e meios de comunicação seguem abaixo:

Conforme as recomendações da OMS  – Organização Mundial da Saúde e o acompanhamento  diário que temos feito da evolução do COVID-19 disponibilizamos vários comunicados com informações pertinentes aos condomínios  e sobre como evitar a transmissão do coronavírus. Sinta-se a vontade para imprimi-los  e colocar nos elevadores, murais, etc..

Comunicados enviados ao seu Condomínio

Tendo em vista o cenário epidemiológico de pandemia de Doença Causada pelo Coronavírus 2019 (COVID-19) e a situação de emergência de transmissão no Município de São Paulo e considerando que na ausência de vacina e de tratamento específico para o Coronavírus, a Coordenadoria de Vigilância em Saúde (COVISA) recomenda que durante o período de emergência em saúde no município, os condomínios residenciais adotem as seguintes medidas:

1. ÁREAS DE LAZER: fechar as áreas de lazer: academias de ginástica, espaço kids, brinquedotecas, playgrounds, salão de jogos, salão de festas, áreas esportivas, piscina, área de churrasqueira, entre outras.

2. ASSEMBLEIAS: não convocar assembleias ou reuniões presenciais. Se o assunto for inadiável, orienta-se realizar a assembleia digital.

3. OBRAS: orientar para não realização de obras que não sejam emergenciais, nas áreas comuns e nas unidades autônomas (apartamento).

4. ÁREAS COMUNS

4.1 INSTALAÇÃO DE DISPENSERS DE ÁLCOOL GEL (70%) NAS ÁREAS COMUNS
Recomenda-se instalá-los no mínimo:
• na entrada social e de serviço do condomínio, próximo ao portão, ao dispositivo de acesso por biometria e a catraca;
• próximo aos elevadores social e de serviço do subsolo e do térreo;
• próximo do acesso a escadas;
• em outras áreas de circulação e acesso de pessoas.

4.2 CIRCULAÇÃO NAS ÁREAS COMUNS:
• Não permitir aglomeração de pessoas.
• Orientar os moradores por meio de eletrônico, cartazes ou folhetos, para:
• circular o mínimo possível pelas áreas comuns;
• higienizar as mãos antes de sair de casa e ao chegar em casa. Orientações sobre a correta lavagem das mãos e do uso do álcool gel estão disponíveis no site da COVISA no link:

• passar álcool gel (70%) nas mãos: na entrada do condomínio, antes e depois de acionar equipamento de biometria, antes e depois de acionar o elevador, antes e depois de abrir portas; antes e depois de tocar no corrimão da escada.
• preferencialmente usar o elevador sozinho ou com pessoas do mesmo apartamento/ família; não entrar em elevador cheio e não conversar dentro do elevador;

• manter distância de no mínimo 1 metro de outras pessoas;
• seguir as medidas de etiqueta respiratória. Orientações sobre etiqueta respiratória:

Orientações

  • Cubra sua tosse;
  • Utilize lenços descartáveis e jogue-os no lixo após o uso;
  • Cubra sempre o nariz e a boca ao tossir os espirrar;
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão;
  • Evite aglomerações ou locais pouco arejados;
  • Evite tocar olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal.

5. ORIENTAÇÃO FUNCIONÁRIOS

• Seguir as medidas preventivas para evitar a COVID-19, reforçando a importância da etiqueta respiratória e de lavagem de mãos.
• Higienizar as mãos com água e sabonete líquido (por pelo menos 20 segundos), ao chegar ao trabalho, antes da saída do seu local de trabalho, antes e após as refeições, antes e após o uso do sanitário e sempre que necessário durante o turno de trabalho. A lavagem com água e sabão deve ter preferência sobre a utilização do álcool gel.
• Passar álcool gel (70%) nas mãos: na entrada do condomínio, antes e depois de acionar equipamento de biometria, antes e depois de acionar o elevador, antes e depois de abrir portas; antes e depois de tocar no corrimão da escada.
• Manter distância de no mínimo 1 metro de outras pessoas.
• Não compartilhar objetos de uso pessoal.
• Intensificar a limpeza e desinfeção de superfícies que são tocadas diversas vezes, como portas, maçanetas, elevadores (em especial botão de acionamento e painel), interfones, equipamentos de acesso por biometria, catracas eletrônicas, corrimãos, carrinho de supermercado etc. Os banheiros de uso comum devem ser higienizados frequentemente.
• Limpar as superfícies que estiverem sujas, com detergente ou sabão e água, antes da desinfecção. Para desinfecção, usar soluções alcoólicas com pelo menos 70% de álcool, desinfetantes domésticos registrados em órgão regulatório, soluções diluídas de alvejante doméstico (se apropriado para a superfície). Seguir as instruções do fabricante para aplicação e ventilação adequada. Verificar a validade do produto.
• É recomendável eleger um funcionário, por turno de trabalho, para usar o interfone e telefone na estação de trabalho. Higienizar o interfone e o telefone, a cada turno de trabalho ou sempre que houver alternância de uso com outra pessoa. Seguir as recomendações do fabricante para desinfecção de equipamentos eletrônicos como computadores e notebooks. Para facilitar a higienização do teclado de computador/notebooks, sugere-se a colocação de filme plástico sobre o mesmo; nesse caso, o filme plástico precisa ser trocado, no início de cada turno de trabalho, ou sempre que houver alternância de uso entre pessoas.

6 ORIENTAÇÕES GERAIS

• Manter, sempre que possível, a ventilação natural do ambiente de trabalho.
• Realizar a manutenção de aparelhos de ar condicionado, observadas as orientações das autoridades de saúde e sanitária.
• Disponibilizar e garantir, para uso dos funcionários, local para lavagem frequente das mãos, provido de sabonete líquido e toalhas de papel descartável.
• Disponibilizar álcool gel para uso dos funcionários em pontos estratégicos de fácil acesso.
• Orientar

Fonte: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/doencas_e_agravos/index.php?p=291730