BOLETOS ATENÇÃO!

O Grupo Riema emite, mensalmente, aproximadamente 20 mil boletos e possui sistema antivírus e um alto nível de segurança no seu banco de dados.

Ao pagar o boleto de cobrança, verifique sempre se os dados do “Beneficiário” são do seu condomínio, se o logotipo impresso no corpo do boleto de cobrança corresponde ao código do banco* que consta no início da linha digitável.

Dicas para identificar se o boleto é verdadeiro: 

 1 – Analise o código de barras

Desconfie se o código de barras estiver com falhas que apresentem espaços excessivos entre as barras ou qualquer outra alteração que impossibilite o reconhecimento pela leitora. Sempre que tiver dúvidas sobre a veracidade de um boleto de cobrança, consulte diretamente o fornecedor que o emitiu.

*O código do banco está descrito nas três primeiras posições do código da linha digitável.

2 – Fique atento aos dados do boleto bancário

     Boletos fraudulentos costumam conter erros de português e de formatação, não apresentando os dados completos do beneficiário. Sendo assim, sempre verifique se o boleto contém informações como data de vencimento, CNPJ e nome do beneficiário. Caso note qualquer indício de fraude, procure a empresa listada no boleto e se certifique de que o documento é verdadeiro.

3 – Observe o valor do documento

     Em uma cobrança verdadeira, os últimos números do código de barra sempre são iguais ao valor do documento. Caso essas informações não coincidam, você está diante de um documento fraudulento. Além disso, outro alerta é constar um preço diferente no boleto quando a cobrança costuma ter um valor fixo.

4 – Analise os dados do beneficiário

Outra forma de confirmar se o boleto é verdadeiro é verificar as informações do beneficiário, quando elas estão inclusas no documento. Por exemplo, é possível conferir em aplicativos do governo, como o CNPJ, se os números informados são autênticos e correspondem à empresa cujo serviço o usuário pretende pagar.

Veja na imagem abaixo alguns detalhes nos quais prestar atenção: